Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Visão Política

Porque a política têm que ser feita de verdades!

Visão Política

Porque a política têm que ser feita de verdades!

YouTube

08.Set.20

China e Irão assina o maior acordo do milênio?

0200908_1.png

Há quase meio século o Irão é 'persona non grata' para os Estados Unidos. Ser inimigo da maior potência do planeta não é tarefa fácil, e Washington fez o possível para deixar “vida” mais parecida com “sobrevivência”. ⁣

As relações entre os dois países sazonalmente arrefeciam, mas não tardavam afastar-se. O maior exemplo dessa relação “sanfona”, é o acordo realizado pela gestão Obama e o desacordo da gestão Trump, onde a economia Iraniana foi profundamente afetada. Todavia, o Céu que a “Águia Americana” ocupava, já não está tão vazio como antes, o Dragão Chinês está por lá.⁣

Com o desacordo de  Trump, Teerã ficou novamente numa posição delicada. A respeito disso, vários analistas já indicavam que, “Os Estados Unidos colocaram o Irão no colo da China”, e foi isso que na prática aconteceu.⁣


Pequim e Teerã -possivelmente- assinaram O MAIOR ACORDO ESTRATÉGICO DESSE MILÉNIO. Os detalhes são ainda obscuros, mas algumas informações escaparam.⁣

20200908_2.png

0200908_3.png

Tudo indica que o Irão é o mais novo integrante da Belt and Road Initiative, a também chamada “Nova Rota da Seda”. Entrando para esse “grupinho seleto”, o país receberá centenas de BILHÕES de dólares de investimentos. ⁣


Esse montante será dividido em: ⁣
-Rodovias⁣
-Ferrovias⁣
-Gasodutos e Oléodutos⁣
-Plantas Industriais⁣
-Sistema de Comunição⁣
-Sistema de Supervigilância⁣
-Tecnologia da Informação⁣

Em troca, o Irão dará a China: ⁣
Parceria Militar Estratégica (Treino Conjunto, Trocas de Informações, Bases Militares)  “quase” todo petróleo e gás natural vendível e Acesso ao mercado interno.⁣

Podemos dizer que a Expansão da Influência chinesa ganhou mais um parceiro, e as portas do Médio Oriente acabaram de ser abertas para o Dragão Chinês, o que será que ele vai fazer por lá?⁣

AJUDE NA LIBERDADE DE IMPRENSA