Ódio de estimação: José Sócrates e Rui Rio

Quem tem amigos, safa-se de 25 dos 31 crimes dos quais estava acusado. Caros leitores, prometo ser breve hoje.Portugal tem um proble… vá, Portugal tem uma quantidade incontável de problemas, mas para efeitos práticos, foquemo-nos neste: a corrpução, e mais em concreto, a corrupção do Senhor Engenheiro (aos domingos, que aos outros dias não tem... Continue Reading →

Conservadorismo e moderação em tempos confusos, e posicionamentos conservadores

A moderação tem sido apresentada como um valor indispensável nos últimos tempos, em contraste com o radicalismo próprio das ideias em ascensão, tanto de uma direita reacionária próxima do fascismo, como de uma esquerda libertária e identitária. Estes dois programas políticos, surgidos nas últimas décadas, representam a reformulação do espaço político, uma reconfiguração do mesmo, e um perigo à democracia. Ambas defendem um modelo de sociedade que não faz qualquer sentido e que está muito longe do que, na minha opinião, deve ser uma sociedade saudável. Falo destes dois extremos, mas também faço uma breve e superficial reflexão sobre a importância da demarcação do espaço moderado e do tipo de ação que pode levar a uma salvação da democracia liberal e do respeito pela Liberdade neste contexto.

Create a website or blog at WordPress.com

EM CIMA ↑