Como funciona o sistema de saúde holandês?

Interessado/a sobre o sistema de saúde holandês? Veja aqui as semelhanças e diferenças entre o sistema de saúde holandês e o Serviço Nacional de Saúde (SNS) de Portugal. 

O sistema de saúde na Holanda tem os seus prós e contras e o que mais surpreende àqueles que estão acostumados à saúde pública e gratuita é o facto de ter que pagar um seguro de saúde obrigatório. No entanto, a saúde holandesa está entre as três primeiras melhores do mundo.

Holanda entre os três melhores sistemas de saúde do mundo 

De acordo com o relatório de 2018 preparado pelo Euro Health Consumer Index, e que pode ser consultado através do sítio web healthpowerhouse.com, a saúde holandesa está classificada como número 2 da União Europeia, numa classificação de 35 países, e é o único país entre os três primeiros desta classificação durante três anos consecutivos. 

Este estudo mede a satisfação dos consumidores com diferentes variáveis do sistema, como informações, listas de espera, resultados médicos, cobertura de serviços ou produtos farmacêuticos. 

sistema de saúde holandês pertence ao modelo conhecido como Bismarck, financiado através de “taxas obrigatórias” pagas por empresas e trabalhadores. Uma das grandes vantagens é a escolha do médico ou hospital, tanto na atenção primária quanto na assistência ambulatória. É muito importante que, assim que o seguro médico esteja em andamento, se procure um médico de família, pois ele será o encarregado de encaminhar para o especialista, se necessário.   

Como funciona o sistema de saúde na Holanda? 

Ao chegar à Holanda, há um período de três meses para gerir o seguro médico. A saúde pública é reservada apenas para os desempregados. Isso significa que, para quem estiver a trabalhar, é obrigatório contratar um seguro. É importante observar que, ao contratar um seguro de saúde, será pago retroativamente desde que registado como residente na câmara municipal e trabalhador na Holanda. 

Enquanto não há registo e trabalho, o acesso à saúde é feito com o cartão europeu de saúde, e é válido por um ano.

A maioria das empresas holandesas tem acordos com seguradoras para obter descontos coletivos, portanto, uma cota mais benéfica para os trabalhadores. Algumas empresas oferecem serviços de saúde privados. 

Após adquirir um seguro de saúde, tem de se registar com o médico de família (huisarts). O médico de família é essencial no sistema de saúde holandês, é ele quem marcará uma consulta com o especialista, se necessário. O seguro de saúde não cobre a procura de médicos especialistas por conta própria.

 Preço da saúde na Holanda. 

O preço depende do tipo de seguro escolhido. Existem várias companhias de seguros holandesas, mas o preço do seguro básico geralmente é cerca de 100€ por mês para cada adulto, as crianças ficam cobertas pelo seguro dos pais. A partir desse preço, as companhias de seguros geralmente adicionam coberturas extras, com o aumento de preço correspondente. 

O seguro médico obrigatório na Holanda inclui: 

  • Assistência médica, incluindo serviços de clínicos gerais, hospitais, especialistas e obstetras. 
  • Hospitalização 
  • Serviços de Enfermagem Comunitária 
  • Cuidados de saúde mental, incluindo tratamentos de psicólogos e psiquiatras 
  • Fisioterapia até 18 anos 
  • Assistência odontológica até 18 anos 
  • Vários equipamentos médicos 
  • Vários medicamentos prescritos 
  • Pré-natal 
  • Transporte de pacientes (por exemplo, ambulância) 
  • Cuidados paramédicos 
  • Até três consultas com nutricionista 
  • Até três tratamentos de fertilização in vitro 
  • Programas de cessação do tabagismo 
  • Terapia da fala 

Deve-se ter em mente que, além do seguro básico o qual é pago anualmente, o governo estabelece um pagamento de um valor fixo e único por ano, que serve para fazer as primeiras visitas ao médico. Depois de ter excedido essa taxa, as próximas consultas médicas não custarão nada. O valor é de cerca de 385€.  

Para ser mais explícito, caso pague 385 € e cada visita ao médico for 150 €, em três visitas já terá esse valor amortizado e não será cobrado nada a mais pelo resto das consultas. 

O governo holandês compensa aqueles que não podem pagar o seguro de saúde com um subsídio de assistência médica (zorgtoeslag). 

A Administração Tributária (belastingdienst) determina quem pode receber o subsídio analisando a renda. Também existem auxílios baseados na renda e encargos familiares, até 70% das famílias no país recebem algum tipo de subsídio público para ajudar a pagar o seguro, de acordo com dados obtidos em libremercado.com 

Curiosidades sobre a saúde na Holanda

  • As óticas são quem fazem os exames de vista. Eles têm equipamentos completos para isso, um especialista de plantão e normalmente é de graça;
  • As vacinas são dadas na clínica do médico de família, e num local chamada GGP. Não são gratuitas.
  • Os dermatologistas cuidam apenas de doenças de pele e questões de saúde. Para botox, preenchimento e questões estéticas por exemplo, existem especificas e não precisa de encaminhamento, já que o plano não cobre.

Se deseja continuar a receber informações sobre a Holanda, os seus costumes e peculiaridades, subscreva a Newsletter. 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a website or blog at WordPress.com

EM CIMA ↑