Estão todos convencidos que basta o Carlos Moedas ter mais votos que o Medina

Ainda sobre o candidato pelo Iniciativa Liberal e toda a polémica com Carlos Moedas.

Estão todos convencidos que basta o Carlos Moedas ter mais votos que o Medina e assim está ganha a câmara de Lisboa. Sim, está, mas não a sua governabilidade nem a sua orientação política. Para essa, Moedas tem que ter a maioria dos vereadores.

Para isso acontecer, não só têm que ter mais votos que Medina, bem como mais vereadores que o PS, BE, PCP e PAN.

Ora, o IL concorrer coligado com o PSD pode ajudar no primeiro caso (o candidato teria uma percentagem de votos maior), porém dificulta no segundo (o candidato tem menos votos do que a soma dos partidos se estes forem separados).

Se Moedas é um candidato vencedor, terá que conseguir vencer Medina sozinho. A IL depois pode contribuir para uma maioria na vereação (isto se Moedas adotar medidas liberais).

Conseguir a maioria da vereação é mais provável concorrendo separados. E do ponto de vista do IL influenciar a governação para o liberalismo é muito mais provável também nesse segundo cenário.

Noutros parâmetros de análise acho que foi muito bem pensado pela direção do partido, pois é um candidato que não é de todo desconhecido. Para além disso é mais uma pessoa que o partido apresenta. Repare, já apresentou Ricardo Arroja, Carlos Guimarães Pinto, João Cotrim de Figueiredo, ou Tiago Mayan e, recentemente os candidatos pelo partido às câmaras municipais.

É um pequeno partido que lança nomes para o jogo político que no futuro podem vir a ser deputados conhecidos pelos eleitores não só a nível partidário, bem como ideológico.

Penso que a IL fez bem ao apresentar o seu candidato próprio e assim pugnar na defesa do seu ideário e projeto, dando vigor á matriz ideológica e demarcando-se de um candidato de cunho tecnocrático agregador de ideias e próceres gastos e ineficazes, amarrado aos interesses estabelecidos e ao mesmo estilo e modo bafiento de fazer política.

O seu discurso é cínico e de obediência à ‘matilha’.

Para os mais desatentos Carlos Moedas já elogiou o governo socialista, nomeadamente António Costa e Mário Centeno.

Carlos Moedas elogia o governo socialista.
Artigo

Resumindo, para gritar “vitória” a coligação poderia servir. Para mudar as políticas, não bastaria.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a website or blog at WordPress.com

EM CIMA ↑